Ela tem síndrome de Down e não conseguia emprego, mas decidiu abrir seu próprio negócio

Collette Divitto é uma garota de 26 anos que vive em Boston, nos Estados Unidos. Como adora cozinhar desde os 15 anos e faz cookies deliciosos, aos 22 ela resolveu procurar um emprego na área e distribuiu dezenas de currículos em diversas empresas. Nas entrevistas de emprego, ela não deixava de levar os saborosos cookies. Porém, ninguém a contratou.
O Collettey’s Cookies recebeu sua primeira encomenda de um mercado de Boston interessado em revender os deliciosos cookies de chocolate com canela da garota. A princípio, Collette fazia 100 biscoitos por semana para o mercado. Porém, depois de aparecer em uma matéria na rede de televisão CBS, esse número subiu e ela já recebeu mais de 10 mil pedidos.

Com isso, Collette já precisa da ajuda de funcionários. E ela diz que a preferência será por pessoas que também possuam alguma deficiência, permitindo que ingressem no mercado de trabalho mais facilmente e sem preconceitos. A garota se orgulha que o seu negócio esteja se tornando um modelo para pessoas com deficiência.

“Acho que toda a rejeição que ela sentiu fez com que ela pensasse: ‘Vou mostrar para eles’”, diz sua mão, Rosemary Alfredo. “Eu nunca a eduquei olhando para ela como se ela tivesse qualquer limitação. Eu só dizia: ‘Todos temos limitações. Todos temos coisas em que somos bons e coisas em que não somos bons’”, conta.

Com informações de UpWorthy e CBS.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com