Objetivo do Blog

Este Blog foi criado em um momento muito especial de nossas vidas. Eu e minha esposa tivemos a alegria no dia 22 de Agosto de 2013 de receber um lindo presente de Deus. A nossa primeira filha, Alice, nasceu depois de 9 anos de casamento e 15 de relacionamento entre namoro, noivado e matrimônio.

Foi um momento sonhado, esperado com grande amor e com certeza sentimento que tomou conta das nossas famílias.

Mas a vida sempre nos trás muitas surpresas. Em nossas orações, sempre pedimos a Deus que nos desse uma filha com saúde perfeita. E ele mandou. Mas mandou também com um algo a mais. Algo que não esperávamos e que nunca sequer tocamos no assunto. Ele nos deu uma princesa com Síndrome de Down.

Alguns fatos merecem destaque nesse texto inicial.

Primeiro: a notícia – A forma como nos foi dada a notícia de que a nossa filha tinha Síndrome de Down foi simplesmente traumatizante. Com toda a frieza a pediatra entra no apartamento e conversa conosco com toda a frieza, passando as informações sem sequer preocupar com o trauma que poderia causar. Aliás, a frase inicial dela foi a pior: “vocês já viram que ela não tem traço nenhum de vocês não é?”

Ali veio um impacto em nossos corações indescritíveis. Um choque que deixou minha esposa, ainda se recuperando da cirurgia do parto paralisada, sem reação. Eu, tentei manter o controle para não desesperarmos os dois.

Antes de refazer do susto, quando sai a médica, começam as chegar as visitas e assim foi durante aquele longo dia, sem que pudéssemos estar a sós para conversar e por que não dizer, chorar.

Destaco apenas, que naquele dia tomamos uma decisão: Vamos amar a nossa filha como o presente de Deus que ela é para nós, aliás, em nossa única e rápida conversa falamos sobre isso.

Segundo: o depois – Chegamos em casa, naquele sábado, levando a nossa princesa para seu novo lar. Eu mesmo a levei para nosso apartamento e entrei em todos os cômodos da casa para apresentar seu novo lar. Muitos familiares na recepção e assim foi por alguns minutos. Depois, ficamos a sós, mas sem coragem ainda de conversar. Acho que ainda não nos sentíamos prontos para buscar saber “o que deu errado”.

Terceiro: a descoberta – Não foi fácil criar coragem. Durante alguns dias, minha esposa pesquisou na internet, tendo o cuidado em buscar informações corretas, com credibilidade, para conhecer o que nos esperava. Mas, não conseguia ler. Até que um dia tomou coragem e começou a ler um texto que explicava passo a passo. Um determinado ponto, não conseguia mais prosseguir, devido a sua angústia.

Quando cheguei do trabalho, ela me fala: “tem um texto aí pra você ler”. Foram mais dois dias para que eu buscasse dentro de mim a coragem para aprofundar no assunto. Mas, quando li, fui até o fim, e começamos ali a conversar a respeito.

A primeira e mais importante informação, naquele momento, em minha opinião, foi a de que não existem culpados. Não foi problema comigo ou com ela. Isso nos aliviou demais.

Continuaremos em outro momento com a história da nossa Princesa Alice. E o texto será sobre o “Dia que uma luz se acendeu em nossa vida”.

São muitas as histórias que contaremos aqui no Blog e espero que ajude a muitos pais de crianças com Down, principalmente aqueles que por algum motivo não aceitaram seus filhos.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com