8 dicas úteis para cuidar de um bebê com necessidades especiais

ebc6cc6771Por Erika Strassburger Borba

Ter filhos é o sonho da maioria dos casais. Eles criam expectativas e fazem muitos planos para quando o bebê chegar. Alguns pais, no entanto, precisam viver uma realidade bem diferente da planejada, a de receberem um filho com necessidades especiais.

Logo que são informados sobre a deficiência do seu bebê, os pais podem reagir de várias maneiras: uns ficam decepcionados, outros chocados, alguns poucos não aceitam, mas grande maioria aceita prontamente.

Depois do susto, o que fazer para amenizar o impacto da notícia e proporcionar os cuidados ideais ao filho especial? Abaixo daremos algumas dicas que podem ajudar no início dessa jornada:

1. Aprecie seu filho

Pegue-o no colo. Faça-lhe carinho e converse com ele. O contato físico é primordial na criação de um vínculo afetivo. Nessas horas você verá que ele reagirá, de alguma forma, demonstrando estar feliz, independente da sua capacidade física ou mental. Por meio das reações dele, você vai começar a entender o que ele sente ou o que quer dizer-lhe, seja na forma como ele olha, se movimenta, chora ou emite sons. Ele vai vibrar ao vê-lo por perto, ouvir a sua voz e sentir o seu cheiro. Este será o início da sua comunicação com ele.

2. Não fique se lamentando, tampouco procurando culpados

Alguns pais ficam atribuindo a si mesmos ou ao cônjuge a culpa pela herança genética ou outros fatores que tenham contribuído para a deficiência do filho. Esse tipo de atitude levará à culpa, à mágoa e atrapalhará ou retardará o processo de adaptação.

3. Procure compreender a deficiência do seu filho

Pesquise a respeito. Converse com outros pais na mesma situação. Procure organizações, como a APAE, e peça informações sobre o que você pode fazer, desde já, para que seu filho tenha toda assistência de terapeutas e outros profissionais, necessárias para seu melhor desenvolvimento. Busque grupos de ajuda, caso julgue necessário.

4. Não seja negativo quando outras pessoas ficarem observando seu filho

Não veja preconceito em tudo. Muitos pais sentem-se ofendidos com os olhares ou cochichos alheios. Pense que são somente pessoas curiosas que querem entender melhor o comportamento do seu filho.

5. Não se abale a despeito de comentários negativos que possam surgir

Procure ser otimista. Busque forças e prossiga.

6. Não deposite expectativas exageradas, tampouco subestime a capacidade de seu filho

.

Cada pessoa é única. Faça a sua parte e respeite o tempo dele de aprender. Pratique o exercício da paciência e cultive a esperança.

7. Providencie um ambiente limpo e adequado

Um local bem arejado, com músicas ou outros sons adequados para a idade dele num volume baixo é o ideal. O volume da voz das pessoas à sua volta também deve ser adequado. As crianças tendem a emitir sons no volume que estão acostumadas a ouvir.

8. Vibre a cada conquista de seu filho e elogie seus esforços

Não tema estar sendo medíocre. Cada pequeno progresso pode ser fruto de um grande empenho e sacrifício. Merece ser comemorado sem receios.

Fonte: Familia.com.br

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com